COISAS A LIBERTAR DA GARAGEM

Se tiver uma garagem que supostamente dá para dois carros mas na prática só cabe o seu – e mal – então talvez deva ler este artigo.

Sendo um espaço amplo, normalmente a garagem surge como lugar de arrumos para o que está a mais no resto da casa. Encontra-se lá de tudo um pouco.
Mas não tem de ser assim.  Pode ser um retiro para praticar os seus hobbies, uma sala ampla para encontros de amigos, ou uma oficina funcional para alguns arranjos.
Assim sendo, o que propomos é que se liberte de algumas coisas para criar espaço. Espaço para desfrutar das actividades que mais gosta – ou simplesmente para guardar os dois carros.
Começamos então com duas categorias onde talvez possa simplificar a sua garagem.

FERRAMENTAS REPETIDAS

Se tem ferramentas e utensílios, consegue dizer de memória quantos martelos tem ou onde estão as buchas? Possivelmente até tem alguns essenciais à mão em casa e os sobressalentes algures na garagem. Na realidade, quando foi a última vez que precisou desses extras? Quando acabaram os parafusos, se calhar até foi comprá-los em vez de confirmar se havia mais na garagem.

Antes de mais, faça uma lista mental do tipo de instrumentos que precisa. Foque-se no que sabe usar e utiliza com maior frequência. Depois junte todas as ferramentas no mesmo sítio e coloque lado-a-lado as repetições. Fique só com o que mais gosta de usar e está em melhor estado. Faça questão de colocar as peças pequenas por tipo e tamanho, naquelas caixas para o efeito.
O que está em mau estado pode ir para reciclar, o que está bom mas não usa pode ser dado a uma oficina ou profissional da área. Se tiver gosto em vendas, coloque online ou dedique uma tarde numa feira de segunda mão para ter algum retorno financeiro.
Caso esteja indeciso se usa algo ou não, confirme na sua rede de amigos e família se alguém tem. Quando precisar, sempre lhes pode pedir emprestado.

 

 

JORNAIS E REVISTAS VELHAS

Para limpar vidros, embrulhar objectos nas mudanças, ou até para um dia voltar a ler os acontecimentos do passado. Sinceramente: alguma vez os usou? Vejamos – se um dia mudar de casa ou quando se acabarem os jornais a meio de limpar uma janela, sempre pode ir ao café do lado e pedir os jornais da semana anterior. Acontecimentos do passado, normalmente estão na internet ou na biblioteca. Se forem de um passado muito distante, é outro tema. Aí talvez haja valor histórico e pode direccionar para outros locais – mas isso é conversa para outro dia. O importante é que pouco a pouco, os papéis tendem a apoderar-se dos sítios, e se não tiverem interesse prático para si, então está um espaço a ser usado sem necessidade. Recicle e serão transformados em novas revistas e jornais interessantes!

Em breve seguiremos com mais dicas da garagem – esteja atento!