AS PRATAS DA CASA

 

Todos nós temos as temos.
As peças que raramente são usadas por pensamos ser demasiado boas ou especiais.
É aí que surge a pertinência deste tema.
Muitas vezes guardamos religiosamente os “bons” e usamos os “velhos”. Porque assim os vamos gastando, enquanto os outros se mantêm novos e bonitos para uma ocasião especial, uma visita ou um evento.

E que tal se…
Desfrutar do bom que tem?
Usufruir dos pequenos luxos?
Sozinho ou com os entes próximos, pode ter mais dias especiais, só porque sim!

Se lhe der na gana, vista aquela roupa diferente, use o perfume caro, num jantar de semana com a malta do costume, podem ir os pratos finos…Porque não? Experimente! Verá que gestos tão simples como estes podem realmente iluminar-nos o dia e dar um pouco mais de cor à nossa rotina.
Usar as coisas boas tem um grande impacto no nosso bem-estar e na forma como nos comportamos.

 

 

Ademais, de que é que lhe serve ter peças especiais fechadas ao mundo durante anos? Viva-as! Se tem algo bom, use com gosto. Lá por se irem usando, não quer dizer que envelheçam logo, basta cuidá-las bem! E se se estragar, paciência… pelo menos teve oportunidade de usufruir realmente delas. Aliás, ao cabo de anos sem uso, muitas coisas acabam mesmo por se estragar.

Desfrute das coisas boas, hoje. Porque você merece!

 
 

Um comentário em “”

Os comentários estão fechados.