HOBBIES LEVES

 

Há umas semanas falámos dos passatempos cujos acessórios nos consomem bastante espaço. Procurámos questionar se trazem mesmo prazer e valor ao nosso quotidiano. Pois o tema não estaria completo se não tivéssemos algumas sugestões do que eu chamo “os hobbies leves”.
Ou seja, passatempos que não exijam a aquisição de novas coisas nem envolvam demasiado equipamento.
Vamos a isso?

Caminhada

Junte-se a um grupo ou faça-o sozinho. É uma boa forma de conhecer o que nos envolve, conviver ou simplesmente tirar um tempo a sós. Dica: vá variando de cenário ou rota para extra inspiração.

Buscas

Proponha-se a novos desafios! Comece a procurar o melhor (                            ) da cidade. O melhor café, o melhor hamburguer, o melhor croissant… o que quiser. É um desafio crescente e fá-lo conhecer melhor a zona onde vive.

Trabalho voluntário

Há vários tipos serviços que são precisos, e que nos enchem o coração. Ler para crianças na biblioteca, ajudar necessitados, estar presente para idosos ou auxiliar abrigos de animais. A lista é mais vasta do que imaginamos e pode sempre encontrar algo que se adapte a si e ao que gosta de fazer.

Yoga

Não é necessário muito espaço, e só precisa de um tapete e um instrutor (há boas aplicações e vídeos do youtube, se não quiser contratar um).

Encontros com amigos

Nada como reforçar laços com pessoas. E para isso não é preciso muito. Mesmo que não tenha disponibilidade para sair, pode fazer sessões de cinema em casa com pipocas e umas bebidas, maratonas de séries, ou um lanche onde cada convidado traga um petisco.

 

Prepare os seus tempos livres, que em breve virão mais ideias!