REVER PRIORIDADES

Como é que gosta realmente de passar o seu tempo livre?

É comum que a maior parte das coisas que temos a mais acabem por ser esquecidas.
Não as usando por estar longe da nossa vista, metidas no fundo de uma gaveta ou diluídas no meio de outros objectos, acabamos por não lhes tirar proveito.
 Podem corresponder a passatempos ou interesses dos quais acreditamos gostar mas que, em boa verdade e sendo sinceros, não temos tempo para eles.
Lanço então uma questão:

Será que não tem tempo ou simplesmente escolheu fazer outra coisa com o seu tempo livre?

Posto de outra forma, será que esses objectos correspondem às suas prioridades?

Eu acredito que esta seja uma boa forma de questionar o que realmente lhe traz valor. Se “não tem tempo” para jogar o tal jogo, é possível que não tenha espaço para ele na sua vida! Questione-se.
Talvez se aperceba que agora prefere passar o seu tempo de outra forma ou envolver-se noutros interesses. 
Provavelmente agora gosta de ler outros livros ou já não tem tanto gosto em bricolage como dantes.

 

 

O seu tempo livre é precioso. É natural fazer coisas que lhe dão entusiasmo. Mas entretanto tem coisas a acumular que gostava de ter tempo para lhes dedicar mas não consegue.

Pode não ser fácil aceitar este facto, mas é uma boa sensação quando se liberta “das coisas a acumular e que não tem tempo”, dedicando o seu envolvente apenas às coisas que lhe dão satisfação. E assim, vai deixando de estar rodeado de coisas para as quais não tem tempo.

Ou seja:

Para ter mais espaço – na sua casa e na sua vida – para o que realmente gosta é importante ser honesto sobre a forma como quer passar o seu tempo. Escolhendo o que lhe dá mais prazer, pode assim desembaraçar-se das outras coisas.

Salvar

Salvar