GRATIDÃO

 

“Sinta-se grato pelo que já tem, e acabará por ter mais; Se se concentrar naquilo que não tem, nunca, mas nunca se irá sentir satisfeito”.

                                                                                   – Oprah Winfrey

É realmente complicado tomar decisões sobre os nossos pertences. O processo pode tornar-se esmagador quando finalmente imergimos no nosso “mundo de coisas”.

No entanto, se se incentivar a usar tudo aquilo que tem, as suas ideias tornam-se mais claras. É aqui que se apercebe da sua abundância e de que não precisa de tudo o que o rodeia.
É também desta forma que compreende aquilo que lhe desperta alegria e reconhece, por oposição, o que não o faz. Por exemplo, pense as facas que mais gosta. Usa-as vezes sem conta, afia-as e cuida bem delas. Quer mantê-las por muito tempo e continuar a usar. Ao seu lado, as outras são dispensáveis. Aliás, se as der não irá sentir a sua falta e dessa forma terão valor na mão de outra pessoa. O mesmo se pode aplicar aos seus casacos pretos, canecas do pequeno-almoço, etc.

 

 

A verdade é que quando olhamos em volta e sentimos gratidão pelo que temos, quando existe a sensação agradável de gostarmos de algo, rapidamente o que nos agrada menos se destaca . Não nos traz valor. É desnecessário. E esta nova percepção traz-nos maior segurança e tranquilidade em deixar ir.

Experimente olhar para o primeiro objecto que lhe aparecer à frente, e pergunte-se:
Aprecio-o? Sinto-me grato por tê-lo?
Ou normalmente nem dou por ele?
Ou pior… o que vejo irrita-me?

E assim o libertar se torna mais intuitivo.
Em continuidade com o artigo anterior, provoco-o a usar todas a suas coisas. Aprecie e goze o que tem de bom. Os objectos, os amigos, as suas habilidades, o seu tempo. Então, vai querer retirar a “palha”, criando mais espaço para o que lhe traz alegria.

Desta forma, a gratidão vai participando mais no seu dia-a-dia e, em última análise, vai sendo mais feliz.

Não dizem que a felicidade está nas pequenas coisas?

 

 

AS PRATAS DA CASA

 

Todos nós temos as temos.
As peças que raramente são usadas por pensamos ser demasiado boas ou especiais.
É aí que surge a pertinência deste tema.
Muitas vezes guardamos religiosamente os “bons” e usamos os “velhos”. Porque assim os vamos gastando, enquanto os outros se mantêm novos e bonitos para uma ocasião especial, uma visita ou um evento.

E que tal se…
Desfrutar do bom que tem?
Usufruir dos pequenos luxos?
Sozinho ou com os entes próximos, pode ter mais dias especiais, só porque sim!

Se lhe der na gana, vista aquela roupa diferente, use o perfume caro, num jantar de semana com a malta do costume, podem ir os pratos finos…Porque não? Experimente! Verá que gestos tão simples como estes podem realmente iluminar-nos o dia e dar um pouco mais de cor à nossa rotina.
Usar as coisas boas tem um grande impacto no nosso bem-estar e na forma como nos comportamos.

 

 

Ademais, de que é que lhe serve ter peças especiais fechadas ao mundo durante anos? Viva-as! Se tem algo bom, use com gosto. Lá por se irem usando, não quer dizer que envelheçam logo, basta cuidá-las bem! E se se estragar, paciência… pelo menos teve oportunidade de usufruir realmente delas. Aliás, ao cabo de anos sem uso, muitas coisas acabam mesmo por se estragar.

Desfrute das coisas boas, hoje. Porque você merece!

 
 

ESPAÇO VERTICAL

 

Já falámos aqui sobre a importância do espaço vertical e como pode ser útil optimizá-lo na sua casa.
É uma forma de ter mais espaço de arrumo e manter as suas coisas ao alcance e bem visíveis. E quem não quer isso, certo?

Hoje mostramos mais um acessório que pode ajudar aqui – o organizador de camisolas!
Para além de dar jeito para as organizar, podemos usá-lo de outras formas. Aqui vão algumas sugestões:

CRIAR GAVETAS ATRAVÉS DE CAIXAS OU CESTOS

Nem sempre empilhar é a solução, e muitas vezes o ideal é aumentar o número de gavetas para que os objectos possam estar mais arrumados. Assim, nas suas prateleiras pode acrescentar gavetas, usando caixas ou cestos. Ideal para objectos mais pequenos, ou que simplesmente não queira ter à vista.

 

The Container Store

 

Crate and Barrel

 

GUARDAR JOGOS E BRINQUEDOS

Para libertarmos o chão dos brinquedos e jogos. Aqui a vantagem é que se criam “camadas” para os diferentes géneros, e torna-se mais simples aceder e depois voltar a arrumar.

 

 

ORGANIZAR PASSATEMPOS

Quer sejam acessórios de desenho, costura ou outro passatempo, pode criar um nicho onde tem tudo guardado e visível para ser mais criativo.

 

 

 

ACESSÓRIOS DIFÍCEIS

Se não sabe onde guardar os seus chapéus, carteiras ou outro tipo de peças com forma, aqui está uma boa solução. Ao criar verticalidade, as coisas mantêm a sua forma e são melhor acondicionadas.

 

 

ORGANIZAR A DESPENSA

Normalmente as despensas não são muito espaçosas nem práticas. Consegue-se contornar o problema usando prateleiras adicionais. Bom para produtos de limpeza, papel de cozinha, ou outros.