UM SíTIO PARA CADA COISA, E CADA COISA NO SEU SÍTIO

 

Quantos de nós vão deixando as coisas pelo caminho assim que chegamos a casa?… O casaco pousado no sofá, os livros e revistas empilhados na mesa de café, os brincos na mesinha de cabeceira, o correio na banca da cozinha… É natural. No fim do dia só quer relaxar e não pensar em mais nada.
Mas à medida que isto vai acontecendo, dia após dia, as coisas vão-se acumulando…e sem dar por ela tem a casa desarrumada e confusa. Perde a noção de onde tem os seus pertences, porque está tudo em todo o lado.
Deixar as coisas pela casa só multiplica as possibilidades do seu espaço ficar desorganizado.

É portanto essencial ter um lugar designado para os seus objetos; tal como juntar coisas do mesmo tipo no mesmo sítio – faz com que seja tudo mais simples e intuitivo. Então pode ver num só relance o que procura, a quantidade que tem e saber exatamente quando algo está a acabar e tem de comprar mais (evitando assim ter repetições e coisas em excesso).

E como decidir onde colocar?

Pense no seu estilo de vida e de como fluem os seus movimentos. Como não há uma fórmula fixa, procure soluções que se ajustem aos seus items e onde é mais prático arrumá-los. Facilite as coisas para si mesmo. Desta forma, ter as coisas organizadas é mais simples no quotidiano.
Por exemplo, se costuma escolher os acessórios quando se veste, crie um nicho perto do armário onde os tem todos juntos e onde os volta a colocar no fim do dia.

Reforço a ideia: assim que decida para onde vão as coisas, comprometa-se a devolvê-las ao mesmo sítio depois de as usar. Isto é fundamental. Pouco tempo depois torna-se automático e deixa de ser um esforço.

E se numa altura não tiver paciência para arrumar nada, voltar a deixar tudo organizado leva apenas uns instantes. Porque nem tem de pensar, é só levar cada coisa à sua “casa” e já está!
Deste modo, é simples ter tudo organizado, sem que implique ter trabalho a mais.
Fácil manutenção. Como o seu espaço deve ser.

 

 

Salvar