Um apelo à calma

 

Ah!
Cá está ele, o cheirinho a Outono! Árvores vermelhas, folhas no chão, cheiro a castanhas… e montras de Natal!
Mesmo que queiramos apreciar esta calma e certa melancolia do Outono, há um lado de nós que começa a ceder ao burburinho do Natal. Jantares de empresa, de família e de amigos, presentes para todos.

Antes de mais… pausa! Pare, inspire, expire.
Tente encarar esta época de uma forma calma e aprecie-a pelo que é.
E jogue com o tempo a seu favor.
É uma boa altura para combinar lanches de outono, em vez de juntar tudo no mês de Dezembro. Apreciar a companhia das pessoas sem a pressa dos afazeres. Combinar fins de semana fora, ficar na montanha junto à lareira, no campo ou mesmo dar um passeio na praia, onde não se ouve mais nada para além das ondas.

 

 

É também com tempo que pode começar a pensar em presentes, e ir registando as suas ideias. Reflicta, quem são as pessoas a quem vai dar presentes, o que gostam, como passam o tempo. Quem são e o que gostariam de receber de si. Escreva num papel, isso ajuda a pensar e a pôr a imaginação a trabalhar.

Aqui, e ao longo das próximas semanas, vou propor algumas ideias de presentes que servem de alternativa a simples “coisas”.

E, entretanto, deixo a minha sugestão favorita: ajude a alguém a organizar! Este Natal temos uma novidade! Vales The White Room, onde oferece o nosso serviço a quem pensa que pode usufruir de um “processo de leveza”.
Às vezes, é só isso que é preciso, leveza.

Viva esta fase com prazer, e se conseguir planear bem, depois tem tempo para desfrutar dos cozinhados, dos concertos de Natal, dos passeios ao frio e das noites no calor da casa. Sem pressas nem pressões!